Como funciona as cotas raciais no PROUNI?

O Programa Universidade para Todos (ProUni), do Governo Federal, disponibiliza bolsa de estudos integrais ou parciais para estudantes que desejam ingressar em instituições de nível superior privada.

Ao se candidatar no programa o candidato deve escolher a faculdade e o campus que pretende estudar, o curso e o turno que deseja. Além disso, também deve escolher se a bolsa será parcial ou integral e qual categoria pretende concorrer: ampla concorrência ou cotas.

Mas você sabe como funcionam as cotas do ProUni? Também chamadas de ações afirmativas, as cotas foram criadas para grupos específicos da população, como pessoas com deficiência e aos autodeclarados indígenas, pardos ou pretos, para promover o acesso e a permanência desses grupos no ensino superior.

Para o candidato que se declara deficiente é obrigatório apresentar laudo médico que ateste o tipo e o grau da deficiência. Já o candidato que declarou ser indígena, preto ou pardo não precisa apresentar qualquer documentação para comprovar sua condição, pois os requisitos são auto declaratórios.

O número de vagas de ações afirmativas varia de acordo com o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em cada região. É importante ressaltar que o candidato que se declare cotista também deve se enquadrar nos demais critérios de seleção do programa.

Quais os requisitos gerais para concorrer às cotas?

O candidato deve ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do ano anterior e ter um desempenho de no mínimo 450 pontos nas provas objetivas e não zerar a redação.

Também é necessário ter feito todo o ensino médio em escola pública ou em escola particular com bolsa integral e não ter diploma de nível superior.

Para concorrer a uma bolsa integral é preciso comprovar renda familiar bruta mensal de até 1,5 salário mínimo por pessoa. Já para concorrer a uma vaga com bolsa parcial a condição é ter até 3 salários mínimos por pessoa.

Se você é professor da rede pública de ensino básico também pode concorrer a uma bolsa para curso de licenciatura por meio das cotas, mas nesse caso, não é necessário comprovar renda.

Mas não pense que é mais fácil garantir uma bolsa por meio das ações afirmativas.

O ProUni compara as notas dos concorrentes que optaram pelas mesmas instituições, cursos, turno e o campus. Isto é, um cotista só concorre com outros cotistas que tenham selecionado exatamente as mesmas opções. No entanto, em alguns casos, a nota de corte pode ser mais alta na modalidade de cotas do que na ampla concorrência.

Para se inscrever no ProUni é preciso acessar o site do programa nos períodos especificados em cada edital de seleção.

FONTEhttps://prouni2019.inf.br/

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *